À Beira Douro

Portal do Agrupamento À Beira Douro

Hallowe’en nas Medas!

Postado por António Teixeira 0 Comentários

 

No dia 31 de Outubro de 2011, comemorou-se o Hallowe’en na escola-sede.

Na Biblioteca, os alunos participaram em jogos interativos e visionaram um filme alusivo à festividade. Durante toda a manhã na sala dos alunos, o desafio era morder uma maçã (sem o uso das mãos) que estava pendurada num suporte decorado com motivos alusivos à temática “SNAP THE APPLE”.

No 5º e no 6º ano participaram todas as turmas. No 7º ano participaram as turmas: C e E; no 8º ano as turmas: A, B e C e no 9º ano as turmas: A e D, de acordo com a disponibilidade da carga horária das turmas e dos professores.

É de realçar a colaboração das alunas: Bárbara Rego, Joana Norinho e Vera Santos, do Curso Profissional Técnico de Multimédia, que muito contribuíram para o sucesso da atividade.

Abaixo, ficam algumas fotografias captadas durante a atividade.

 

 

Os Vencedores!

 Os alunos da turma 6.º E fizeram a notícia  seguinte e algumas curiosidades acerca deste tema.

Na Escola Básica e Secundária de Medas comemorou-se o Hallowe ´en com atividades realizadas na sala de alunos e biblioteca escolar no dia 31 de outubro.

Este dia comemora-se na véspera do “Dia de todos os Santos” e conta-se que as almas das pessoas mortas voltam para a terra, aos seus locais de nascimento.

Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar no ano seguinte. Os celtas acreditavam ser a única “chance” de vida após a morte. Este povo acreditava em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturasse com o dos vivos. Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras das suas casas para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destruidores quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir.

Curiosidades

A abóbora: simboliza a fertilidade e a sabedoria

A vela: indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.

O caldeirão: fazia parte da cultura – como mandaria a tradição. Dentro dele, os convidados devem atirar moedas e mensagens escritas com pedidos dirigidos aos espíritos.

A vassoura: simboliza o poder feminino que pode efetuar a limpeza da eletricidade negativa. Equivocadamente, pensa-se que ela servia para transporte das bruxas.

As moedas: devem ser recolhidas no final da festa para serem doadas aos necessitados.

A aranha – simboliza o destino e o fio que tecem suas teias, o meio, o suporte para seguir em frente.

O morcego – simbolizam a clarividência, pois que vêem além das formas e das aparências, sem necessidades da visão ocular. Captam os campos magnéticos pela força da própria energia e sensibilidade.

O sapo – está ligado à simbologia do poder da sabedoria feminina, símbolo lunar e atributo dos mortos e de magia feminina.

Gato preto – símbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade. Plena harmonia com o Universo

Alunos da turma 6.º E

 

Categorias: Actividades, Destaques

Comentários sujeitos a moderação...

Não utilize a caixa de comentários para colocar dúvidas. Para isso, deve enviar email para ebmedas@gmail.com (secretaria) ou director.medas@gmail.com (direção)

    logo_escola

  • Desporto Escolar
  • Giae
  • Biblioteca
  • Moodle